Youtube
Instagram
Facebook
Menu
Fechar
As causas mais comuns e os principais tratamentos para celulite

Já ouviu falar em Lipodistrofia Ginóide? O nome científico se refere a famosa celulite – temida infecção bacteriana da pele causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células. O resultado? Ondulações em regiões como coxa, quadris e glúteos que aparecem em forma de “casca de laranja” e incomodam a maioria das mulheres!

De acordo com a Cellulite Severity Scale, um método desenvolvido por dermatologistas, a celulite pode ser avaliada em diferentes graus e de forma bem objetiva. Dá uma olhada nos critérios de avaliação:

Número e profundidade de depressões
Aspecto das áreas elevadas da celulite
Presença de lesões elevadas
Presença de flacidez
Grau da antiga classificação

Cada um dos itens acima recebe uma pontuação de zero a três e, pelo resultado total, é possível concluir se a celulite é:

Leve (de 1 a 5 pontos)
Moderada (de 6 a 10 pontos)
Grave ( de 11 a 15 pontos)

Ainda mais importante: através da nota de cada um desses critérios, é possível determinar qual é o melhor tipo de tratamento para a sua celulite. Bem mais fácil!

Sem-Título-1

Entenda as causas da celulite e saiba como prevenir
A celulite pode aparecer por diferentes motivos. O excesso de peso ainda é o principal deles, apesar de muitas mulheres com peso normal ou até mais magrinhas apresentarem uma alteração no equilíbrio entre a quantidade de gordura do corpo e a massa muscular e, por isso, desenvolverem celulite com mais facilidade.

Aliás, já se perguntou porque a celulite é muito mais comum entre as mulheres? Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, oito em cada dez sofrem do problema. Bastante, né? E o motivo é simples: no corpo feminino, a estrutura das fibras do tecido conjuntivo é diferente da dos homens. Essa diferença, associada à ação dos hormônios nas mulheres e alterações na microcirculação e nos linfáticos acaba facilitando o aparecimento dos tão indesejáveis furinhos.

Fatores externos como cigarro, má alimentação, estresse, falta de exercícios físicos (sedentarismo), desidratação e poluição também contribuem para o surgimento da celulite.

Diagnosticando e tratando a celulite
O diagnóstico da celulite é simples, uma vez que envolve apenas um exame físico. A forma de tratamento, entretanto, muda de acordo com o grau das ondulações e a situação da pele afetada. Veja os procedimentos mais eficazes:

Drenagem linfática (massagem voltada à melhora da circulação local e eliminação de líquidos acumulados nos tecidos)

Massagem modeladora (atua tanto sobre o sistema linfático quanto sobre as placas de gordura)

Cremes anticelulite (deve estar associado a outros tratamentos e hábitos saudáveis para surtir efeito)

Radiofrequência (estimula a produção de colágeno, o que diminui as traves fibrosas que retraem o tecido e deixam a pele cheia de furinhos)

Mesoterapia (técnica que utiliza um coquetel de medicamentos para diminuir a gordura no local tratado)

Cirurgia a laser

Dá pra prevenir
Parece óbvio, mas as dicas para prevenir a celulite são boas e velhas conhecidas: manter uma alimentação saudável rica em fibras e sem gorduras saturadas, açúcares e sal, evitar refrigerantes com açúcares, não fumar, tomar muita água e praticar exercícios físicos regularmente. Viu como é simples? Esses cuidados diários farão toda a diferença!

Hōraios Estética

COMENTÁRIOS
Comentários  (0) Comentário(s)
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HŌRAIOS
FONES: 11 3842-2323 | 11 3842-2626 – WHATSAPP: 11 97181-1101 – RUA DIOGO JACOME, 468 – VILA NOVA CONCEIÇÃO – SÃO PAULO – SP – CEP.: 04512-001 - ATENDIMENTO@HORAIOS.COM.BR

Site by Miss Lily