Posted on / by horaios / in Blog

Protetor solar via oral

O uso do protetor solar é cada vez mais indispensável, não só pelo fato de diminuir imediatamente os danos do sol à pele, mas também para prevenir o envelhecimento, proteger contra o câncer de pele e manter a saúde do maior órgão do corpo. Mas você já ouviu falar no protetor solar oral? Aliado aos de uso direto na pele, consiste em comprimidos com ativos que refletem ou absorvem a radiação.

As cápsulas ou comprimido contêm substâncias que potencializam o uso do filtro tradicional e ainda evitam doenças. “As cápsulas são ricas em flavonoides naturais e atuam também como antioxidante e anti-inflamatório”, explica o dermatologista Dr. Alberto Cordeiro (CRM 125.757).

Veja também: 

O contato da luz do sol com a pele libera radicais livres que prejudicam as células, que por sua vez, com a continuidade das agressões, não conseguem se defender e evoluem para manchas e até câncer. Os fotoprotetores orais evitam esse efeito por meio do combate aos radicais livres. “O protetor solar oral também inibe enzimas que degradam o colágeno o que contribui para a prevenção de rugas e mudanças na textura da pele.”, conta o especialista (CRM 125.757)

Mas é comum achar que se pode escolher entre tomar fotoprotetor oral ou passar filtro solar. Na realidade as cápsulas atuam como auxiliares, já que potencializam a proteção contra a radiação ultravioleta. Portanto, o ideal é utilizar o protetor solar oral em conjunto com o de uso tópico.

O uso do protetor solar oral é contraindicado para crianças e gestantes, além de pacientes que apresentem alergia aos componentes da fórmula.

Atualmente, eles já podem ser encontrados prontos em farmácia ou manipulados de acordo com prescrição do dermatologista.

Tags:
× Como podemos te ajudar?